Tutorial MongoDB Atlas: conta, bancos e coleções

Neste tutorial vamos usar uma conta gratuita MongoDB Atlas, que é limitada a 500MB (04/2020) de dados.

Visite https://www.mongodb.com/cloud/atlas e clique em Start Free (1). Na próxima página você pode se registrar usando uma conta Google ou email, nome, sobrenome e senha (2). Essas
são as únicas informações pedidas e pelo menos até abril de 2020 não era pedida confirmação do email até a data deste trabalho. Preencha tudo como no exemplo e clique em Get Started Free (3):

mongodb_atlas_1_automalabs.com.br

Agora clique em Create a Cluster – FREE para criar uma conta gratuita

mongodb_atlas_10_automalabs.com.br

Na próxima tela você escolhe o provedor de nuvem e a localidade. O default (no caso abaixo, um servidor Amazon na Virgínia do Norte) é suficiente. Clique em Create Cluster.mongodb_atlas_10_automalabs.com.br

A seguir MongoDB Atlas vai instalar e configurar o MongoDB no provedor de nuvem escolhido. Esse processo pode levar alguns minutos e você deve esperar enquanto os avisos, em inglês, estiverem aparecendo na tela:

mongodb_atlas_10_automalabs.com.br

Quando os avisos sumirem você pode passar para o próximo passo, que é criar um usuário. Clique em Create your first database user.

mongodb_atlas_10_automalabs.com.br

Clique em Database Access:

mongodb_atlas_10_automalabs.com.br

Clique em Add New Database User:

mongodb_atlas_10_automalabs.com.br

Na próxima tela não altere as opções padrão. Insira um nome de usuário (1), senha (2) e clique em Add User.

mongodb_atlas_10_automalabs.com.br

Esse usuário vai ser criado com permissões para ler e escrever em qualquer banco de dados, mas não vai poder administrar o banco de dados. Isso é o bastante para nossa aplicação.

Agora clique em Whitelist your IP addres:

mongodb_atlas_10_automalabs.com.br

Clique em Network Access:

mongodb_atlas_10_automalabs.com.br

Clique em Add IP Address:

mongodb_atlas_10_automalabs.com.br

Você pode clicar em ADD CURRENT IP ADDRESS (1) para colocar o seu endereço IP externo público, mas a menos que você esteja em uma conexão que tem IP fixo esse IP vai mudar pelo menos toda vez que você reiniciar seu modem. Pelo menos durante a fase de aprendizagem é melhor clicar em ALLOW ACCESS FROM ANYWHERE (2), que vai dar acesso ao banco de dados de qualquer lugar (adiciona 0.0.0.0/0, como mostrado). Finalize clicando em Confirm (3).

mongodb_atlas_10_automalabs.com.br

O próximo passo da lista, Load Sample Data, é opcional, mas pode ser interessante. Ele carrega no banco de dados algumas coleções de documentos de exemplo que você pode usar enquanto está
aprendendo MongoDB. Ocupa mais da metade do espaço disponível no serviço gratuito, mas não vamos precisar de muito espaço neste projeto. De qualquer forma este tutorial vai prosseguir sem
esse passo opcional. Você terá outras oportunidades de carregar essas coleções.
Também não vamos precisar do passo Connect your Cluster, porque vamos usar o serviço Stitch. Então finalize o assistente clicando em No thanks:

 

mongodb_atlas_14_automalabs.com.br

Em seguida clique em Dismiss it:

mongodb_atlas_15_automalabs.com.br

 

Agora nós vamos criar uma coleção. Isso não é estritamente necessário porque, como veremos adiante, a coleção é automaticamente criada quando necessário. Mas mostraremos como é feito
assim mesmo. Em um banco de dados orientado a documentos uma coleção é o equivalente a uma tabela em um banco relacional.
Clique em Collections:

 

mongodb_atlas_10_automalabs.com.br

Clique em Add My Own Data:

mongodb_atlas_10_automalabs.com.br
Dê um nome para o banco de dados (1), um nome para a coleção (2) e clique em Create (3):

mongodb_atlas_10_automalabs.com.br

 

Para criar um novo banco de dados, clique em Create Database (1). Para criar uma nova coleção mova o mouse sobre o nome do banco de dados e clique no sinal + que aparece (2).

mongodb_atlas_10_automalabs.com.br

Pronto. Você já tem o necessário para criar o equivalente a bancos e tabelas no MongoDB. Em outros posts eu explicarei como inserir dados nesse banco usando um ESP8266 e como extrair dados dele usando o Delphi.

This entry was posted in Informação and tagged . Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *