HomeInformação › O que acontece se você exceder a corrente máxima do Arduino?

O que acontece se você exceder a corrente máxima do Arduino?

Isso depende do modelo e de como é alimentado. Aqui eu vou documentar em parte baseado na minha experiência.

 

Arduino Nano, alimentado pela porta USB

 

O primeiro a sofrer é o diodo Schottky na entrada. Os dois exemplos abaixo são de placas modelo BAITE BTE14-01, com Schottky de 350mA.

ArduinoNanoV3.0_BTE14-01_CH340_Fundo_SchottkyDanificado_DSC01508_automalabs.com.br

Este não é tão evidente. Mesmo com ampliação você pode ter dificuldade para perceber que está inchado pelo calor.

 

ArduinoNanoV3.0_BTE14-01_CH340_Fundo_SchottkyDanificado_DSC01509

1 Comments.[ Leave a comment ]

  1. […] De 350 a 500 mA – Mesmo que sua porta USB forneça mais que isso, existe uma limitação no circuito do Arduino. No caso do Arduino Nano um diodo Schottky MBR0520 previsto no esquema do Nano 3.0 e que pode ser encontrado identificado como “B2″ determina o limite de 500mA .  Se seu Arduino Nano tem um diodo marcado “B4″ pode ser um SS0540 ou MBR0540 que também suportam 500mA. Mas se estiver marcado “S4″ (encontrado nos clones chineses com chip serial CH340G), deve ser um SD103AWS, que somente suporta 350mA. Note que se você exceder a corrente máxima possivelmente vai fritar o diodo. Eu já fritei dois. […]

Reply to A corrente máxima que você pode tirar de um Arduino | AUTOMALABS ¬
Cancel reply

NOTE - You can use these HTML tags and attributes:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">